quarta-feira, 25 de maio de 2011

Vida comum

Vida comum
Leia Mateus 25.14-29
Pois quem despreza o dia dos humildes começos... Zacarias 4.10
......................
Primeiro como uma mãe que não trabalhava fora e, depois, construindo uma carreira, muitas vezes senti que me faltava um propósito. Queria que minha vida fizesse diferença, mas achava que me faltava o talento ou uma formação específica. Um dia, quando lia a Bíblia, cheguei a um novo entendimento. Vi Elias, um lavrador esforçado, arando a terra com seus bois, e Davi, um simples pastor, cuidando de rebanhos em planícies ressequidas pelo sol. Zaqueu, um coletor de impostos, subia em uma árvore e os discípulos de Cristo limpavam redes de pesca malcheirosas na praia. Havia também Maria, uma jovem desconhecida - que em breve seria a mãe de nosso Senhor - a quem eu imaginava fazendo trabalhos domésticos. Impactada pela natureza comum dessas pessoas, percebi que não foram o talento nem a formação que as fizeram vencedoras. Sua determinação em servir lealmente a Deus na cotidianidade normal de suas vidas tornou-as excepcionais. Na parábola dos talentos, o mestre diz a dois servos: "foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor." (Mateus 25.23). Talvez não possamos dizer que somos heróis ou que nossa vida tenha sido digna de nota, mas podemos encontrar sentido, alegria e recompensa vivendo com fidelidade em nossas rotinas diárias comuns. 
Oração: Amado Deus, que não menosprezemos os trabalhos que consideramos insignificantes, mas que desempenhemos fielmente nossas tarefas diárias para a Tua glória. Em nome de Jesus. Amém.
Pensamento para o dia: Todo serviço dedicado a Deus é um trabalho nobre.
Oremos pelas pessoas que estão em busca de um propósito.
Virginia Jelinek (Pensilvânia, EUA)
Conexão com a Vida: Prepare-se para falar de sua fé a alguém que lhe serve.
Postar um comentário